terça-feira, 29 de novembro de 2011

Ele: Por que você insiste em tratar-me tão friamente?
Ela: Ah, por que? Bem, eu sei que não adiantará explicar-lhe, suas respostas são sempre tão iguais… Mas direi mesmo assim, pois preciso tirar isso da minha mente e da minha garganta, por mim.
Ele: Então diga.
Ela: Toda essa frieza é, na verdade, uma tentativa de te esquecer. Penso que seja melhor assim. Por alguns anos você promete algo que nunca chega e diz sentir algo que, bem, eu não consigo vê-lo sentir, nem senti-lo sentir.. Apenas ouço suas palavras fáceis. Por favor, seja sincero consigo mesmo, alguma vez você demonstrou esse seu suposto amor por mim? – Ele sabia que aquela era uma pergunta retórica, e ela não esperou resposta, continuando – Dói amar e não ser amada de volta. Sabe, dói mesmo… Ainda mais quando esse pessoa dá-te esperanças e logo as retira de ti. Dói mais ainda ser obrigada a olhar-te, sabendo que não olha para mim; ser obrigada a saber tudo que você pretende fazer, sabendo que eu não me encaixo em nenhum de seus planos. Então, optei pela frieza: um modo de afastar-te de mim e afastar-me de você. Suponho que sem saber sobre você e olhar para você seja mais fácil esquecer-te. Você já teve tantas, tantas, tantas chances e as jogou no esgoto, poluindo o meu coração de angústia a cada vez que resolveu sumir. Me diga, por que você veio atrás de mim, novamente, se havia dito que não queria envolver-me em sua vida? Que razões eu teria para acreditar que dessa vez seria diferente e verdadeiro, se todas as outras vezes também eram para ser, e, não foram: você sempre foi embora, com suas culpas nunca explicadas. Então, se não é para ser de fato, verdadeiro, se você realmente não consegue… Deixe-me esquecer-te. Sim, estou totalmente disposta a apagar-te da minha mente, do meu coração e da minha vida. A apagar seu sorriso, seu jeito e suas palavras. Eu desisto de acreditar que nada pode afastar-me de você. Eu desisto de acreditar que dessa vez você mudou e que me ama. Eu desisto de você. E não porque deixei de amar-te, mas sim porque não tenho mais forças para lutar por você, não tenho mais forças para acreditar no que me diz, e esperar pela sua boa vontade de fazer-nos dar certo.
Eu estou indo embora.
Ele: …



2 comentários:

  1. Mais uma blogueira unida para fazer parte do seu cantinho.
    Parabéns pelo seu trabalho e desempenho no blog.
    Uma ótima semana.
    bjs

    http://cantinhodabt.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. oi estou te seguindo. me siga tambemm. valeu!!

    http://debysabetudo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá, Adoro ter você aqui!
Obrigada por comentar

Deixe seu link para retorno.